Pesquisar este blog

Tradutor

sábado, 16 de julho de 2011

10 Dicas de Sobrevivência...


Um portal Smallbusiness, orientado para os pequenos negócios na Inglaterra esclarece que naquele país, a exemplo do que ocorre no Brasil, existe um elevado percentual de pequenos negócios que sucumbem já nos dois primeiros anos de atividade devido a falhas que poderiam ser evitadas. O site lista uma séria de conselhos úteis para que os empreendedores iniciantes não se incorporem a essas estatísticas.

No Brasil, o índice de micro e pequenas empresas que não conseguem sobreviver nos primeiros anos de vida vêm diminuindo ano a ano. Isso se deve em muito, ao esforço conjugado de governo e entidades representativas, no sentido de melhora o ambiente de negócios e favorecer o desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas. Ainda assim , segundo dados do SEBRAE, 31% não conseguem sobreviver além do primeiro ano; 37% não chegam ao segundo, 49% fecham suas portas no terceiro ano, 53% não conseguem ultrapassar quatro anos e somente 40% consegue continuar ativas após um qüinqüênio.

Adiante dez dicas que podem ser muito importante para a sobrevivência do seu negócio.

  1. Uma idéia de negócio só é realmente boa se há clientes que querem comprar seu produto ou serviço agora. Sem isto você pode não estar diante de uma oportunidade de negócio viável. Estude e analise bem os mercados almejados.
  1. Só avance se você estiver convencido da viabilidade financeira do seu produto / serviço e se estiver preparado para se comprometer totalmente um sucesso. Ser competitivo está relacionado ao próprio êxito do empreendimento.
  1. Entre no mercado somente após você ou sua equipe adquirir uma boa experiência e conhecimento das suas questões-chave, por exemplo: como obter clientes, estratégias de preços, custos típicos, etc.
  1. Tenha o capital necessário; e se possível, alguma reserva para contingências. Planeje com antecedência, e por cautela, tenha em mente como levantar fundos adicionais rapidamente se necessário.
  1. Nunca se esqueça dos seus clientes. Verifique continuamente o atendimento. Assegure que os produtos/serviços o atendem; se não ultrapassam os requisitos dos clientes e se possuem diferenciais em relação à concorrência. Pergunte a si mesmo todos os dias, quem são os seus clientes? O que eles querem? Por que eles compram de você? Nunca seja dependente demais de um único cliente ou fornecedor.
  1. Procure conhecer e estudar ao máximo o seu negócio e as técnicas de gestão, pesquise e amplie os seus conhecimentos e contatos, procure garimpar oportunidades. Fique atento aos custos.
  1. Tenha planos para emergência e eliminação de eventuais riscos que possam comprometer a continuidade do seu negócio como: atrasos de fornecedores, e situações envolvendo pedidos de clientes, recrutamento de pessoal, necessidade de obtenção de um empréstimo, etc.
  1. Procure aconselhamento ou orientação profissional (seja, financeira, gerencial, jurídico ou outro), sempre que necessário e adequado.
  1. Procure formar rapidamente um time com colaboradores certos, comprometidos e motivados.
  1. Planeje e organize o seu negócio antes de iniciá-lo, e ao fazê-lo, seja realista – evite otimismos demasiados – considere todos os custos incorridos e lembre-se que o negócio precisa ser lucrativo. A falta de planejamento tem sido apontada como a principal causa de fracasso nos negócios.

Sucesso Sempre!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Continue nos visitando