Pesquisar este blog

Tradutor

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Equilíbrio Financeiro, saiba como alcançá-lo...


“Nunca antes na história desse país” havíamos passado por um período de equilíbrio financeiro, com alta capacidade produtiva, de investimentos, de reservas cambiais elevadíssimas, de pagamentos de empréstimos ao FMI e quem diria até emprestando dinheiro ao próprio FMI.

Passamos sim por algumas crises mundiais nestes últimos 15 anos, mas saímos ilesos disso tudo, não é verdade? Deixando de lado os discursos do Governo e dessa mídia fantasiosa sempre amparada por shows de pirotecnia, vamos para a realidade. Onde para muitos foi apenas uma “marolinha”, a verdade é que inúmeras famílias ficaram desamparadas, sem emprego, sem renda, sem representatividade e auto-estima perante a sociedade, abandonados pelo poder público e sabe por quê? A resposta é simples, pois não houve e não há investimentos em Educação Financeira para a população, o que contribuiria e muito para a saúde física e mental de cada um.

Um empregado possui uma remuneração, um empregado afastado e/ou aposentado possui um benefício do INSS, mas um desempregado perde o principal de sua vida, a sua auto-estima.

Porque estamos falando disso? Porque acredito que a Educação Financeira se aplicada desde o início do processo educacional, certamente, contribuiria de forma decisiva num momento como esse na vida de uma pessoa que se vê fora do mercado de trabalho.

Você sabe o que é Equilíbrio Financeiro? Como alcança-lo? O que fazer? Sabe qual é o dia internacional da Poupança?

Três meses, em caso de desemprego, isso é o que dura a reserva financeira de mais de 60% dos entrevistados em pesquisa aplicada no site VOCÊ S/A. Certamente essas pessoas terão de arrumar outro trabalho às pressas e não poderão aproveitar esse período para tentar dar um novo rumo à carreira.

Todo sonho tem um preço e nós precisamos de dinheiro para garantir a liberdade pessoal e profissional. Para isso precisamos entender que poupar é um hábito saudável e que poderá garantir certa tranqüilidade em períodos difíceis.

Poupar? Quanto? Durante quanto tempo?

Primeiro é preciso definir para qual finalidade, seja ela para a sua tranqüilidade, consumo ou investimento. Necessariamente, deve-se pensar nesta ordem, pois a tranqüilidade é sinônimo de Equilíbrio Financeiro e este deve ser duradouro.

O recomendado é que se tenha reservas financeiras para quitar os seus compromissos da seguinte forma:

Reserva Mínima – 06 meses.

Reserva Recomendada – 01 ano.

Reserva Ideal – Devemos ter acumulados 10% de nosso gasto familiar anual para cada ano de vida conforme uma das teorias mais simples e utilizadas por consultores financeiros mundo afora (Cerbasi – 2009).

A forma de se obter essas reservas financeiras é começar a poupar desde já, seja de uma forma conservadora, sendo 10% dos seus rendimentos ou de uma forma mais agressiva, sendo de 30% dos seus rendimentos ou o que for possível. Agindo assim, simultaneamente, você estará reajustando os seus grupos de despesas, a partir daí estabeleça de uma forma mais incisiva o início para o seu Planejamento Financeiro.

Comece desde já...



Texto: Emerson Santana.
* Especialista em Gestão Financeira pela UFSJ- São João Del Rei/MG
* Consultor Administrativo e Financeiro
* Ministra Cursos de Orçamento Pessoal e Familiar
* Ministra Cursos de Gestão Financeira para MPE's in Company


Sucesso Sempre!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Continue nos visitando