Pesquisar este blog

Tradutor

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Um país de "faz de contas" ou de "não faz as contas"????


Há algum tempo, eu compartilhei um link em meu site "Energia a preço justo". (Veja a trajetória da campanha)

Uma campanha realizada pelo Presidente da Fiesp; o Sr. Paulo Skaf" com o intuito de lutar pela redução da energia do país através de um estudo que concluiu que os brasileiros pagam a terceira tarifa de energia elétrica mais cara no mundo.

Não somente isso, uma campanha para cessar e mostrar que os custos de amortização dos investimentos feitos pelo país, que em muitos casos já tinham sido pagos pelos consumidores.

Numa articulação política, através de atores, campanhas e um discurso populista para continuar com os índices de aprovação elevados, aproveitando a crise mundial, o Governo vem à público dizer justo no fim do ano que reduziria a energia. Mentira!!! Isso não foi um ato de bondade e preocupação com a população brasileira, foi uma decisão judicial, um basta a essa bandalheira e privilégios das operadoras desse setor.

Um País de "faz de contas" ou de "não faz as contas"????

Pois bem, essa redução será somente a partir de março, divulgada no fim de 2012. Tempo suficiente para a articularem o aumento da gasolina.

O argumento: Os preços da Petrobrás estão defasados, a empresa acumula dívidas comprando o combustível mais caro e vendendo-o mais barato no mercado interno; as ações da empresa se desvalorizaram de 2010 a 2013 46,50% (quarenta e seis e meio pontos percentuais), isto é, o patrimônio da Petrobrás diminuiu equivalente ao percentual citado acima.

Curioso, que o Sr. Presidente Lula divulgou a descoberta do Pré-Sal como a última cereja do bolo, onde ninguém mais poderia nos deter. "Brasil - O país do Futuro, agora seria realidade". Toda essa divulgação e promoção fez com que fossem abertas ao público novamente a venda das ações da empresa, numa tentativa de valorizá-la ainda mais e captar recursos. O que aconteceu? Ao vender as ações o tiro saiu pela culatra, prova disso que em 2013 a empresa acumula uma perda de 46,50% do valor de suas ações.

O País que oferece com uma mão e toma com a outra.

Baixando então a tarifa de energia elétrica, veio agora o aumento dos combustíveis.

O aumento dos combustíveis irá pressionar de vez a alta da inflação, faremos então as contas:


Para quem pensou que teríamos algum ganho com a redução anunciada, os cálculos acima demonstram o que de fato ocorrerá. 

Essa perda será ainda maior devido o aumento da inflação (já projetada por especialistas desde 2012) e reação em cadeia em todos os setores de produtos e serviços que reajustarão os seus preços.

Brasil

um país de 

"faz de contas" 

ou de 

"não faz as contas"????????

Nada mais atual do que publicar essa notícia em 19/03/2014...diminuição da conta de energia, alguém iria pagar o pato...você ainda tem dúvidas? te vejo em 2015...
veja matéria
...O setor elétrico tem sido alvo de debates dentro e fora do governo neste início de ano. Por causa da queda no nível dos reservatórios das hidrelétricas, o governo federal teve de criar alternativas para o abastecimento de energia. Na última quinta-feira (13), foi divulgado um plano que prevê a injeção de R$ 12 bilhões no setor elétrico, sendo R$ 8 bilhões pagos pelo consumidor via conta de luz a partir de 2015. O valor custeará a necessidade das distribuidoras de comprar energia mais cara no mercado livre e também o uso mais intenso das termelétricas em 2014, devido à queda nos reservatórios das hidrelétricas...


Texto:  Emerson Santana
*Graduado em Ciências Econômicas pela UFSJ – São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão em Finanças  pela UFSJ- São João Del Rei/MG
* Consultor Administrativo e Financeiro
* Ministra Cursos de Orçamento Pessoal e Familiar
* Ministra Cursos de Gestão Financeira para MPE's in Company














domingo, 20 de janeiro de 2013

Agradecimento aos participantes do Curso Diretor Geral Centec Jan/2013...




A Exata Soluções Consultoria e Centec
vem por meio deste, agradecer a participação, o envolvimento e a confiança depositada em nossos serviços. 

Desejamos que a busca pelo conhecimento seja infinita e nos sentimos realizados por termos colaborado com uma pequena parcela nesta caminhada de todos vocês.

Esperamos revê-los em breve em novos cursos que serão oferecidos e obrigado por terem feito desse encontro, mais um evento de  Sucesso!!!


Sucesso Sempre!!!














































A satisfação em lecionar está nos desafios e felicidade de vivenciar um aprendizado diferente a cada dia. 

Obrigado por terem me proporcionado mais um momento único de respeito, carinho, aprendizado e tantos outros sentimentos em minha vida.

A essa turma que também foi muito especial, a minha eterna gratidão.

Um abraço a todos, em especial a uma figura que se destacou pela sua coragem, alegria, simpatia e dedicação ao ensino, ao trânsito e respeito à vida o "Jaca".

Toda ferramenta, ideia, mecanismo criado para auxiliar e melhorar a nossa qualidade de vida, do ensino, seja ela, tradicional, lúdica ou fora do padrão deve ser respeitada e admirada.

Segue abaixo o vídeo para o exame prático:



Sucesso Sempre!!!
  

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Os três Porquinhos...o resultado é incrível!!!

A Educação Financeira é como um investimento. 

A relação com dinheiro sempre cria novos caminhos, nos oferece oportunidades; e as atitudes das crianças com o dinheiro são moldadas desde cedo, logo nos sete primeiros anos de vida. Sendo assim, desenvolvendo ações saudáveis de forma lúdica, através de jogos, brincadeiras, a lição aprendida pela criança se tornará um hábito muito difícil de ser mudado.

Uma nova concepção está sendo trabalhada através da figura dos “Três Porquinhos” elaborando e montando juntamente com a criança para que ela compreenda e faça parte dessa brincadeira.

Leia o artigo na íntegra...

Venho através deste, retratar o quanto é gratificante trabalhar com a Educação. Ver os resultados obtidos, reforçado pelo comportamento e hábitos saudáveis na formação de uma criança ao longo do processo de aprendizagem e que será por toda a vida.

Com a euforia do fim de ano, do consumismo difundido em nossa sociedade,  da imagem do  Papai Noel, brinquedos e um mundo de oportunidades ao nosso alcance, claro que nossas crianças não ficariam imunes a isso. 

Mas, a Educação Financeira se aplicada de forma responsável, através de uma metodologia simples, lúdica e respeitando o mundo de fantasias das crianças, será uma grande ferramenta no auxílio à criação e formação de um hábito saudável para a vida de um futuro(a) cidadão(ã). O poder de assimilação e aprendizado das crianças é muito grande, trazendo benefícios e uma conscientização para o uso correto do dinheiro em fases futuras.

O resultado obtido e satisfação foi através do comportamento e amadurecimento da minha filha ao logo deste ano de 2012 , na época com sete aninhos na data do lançamento do artigo "Os três Porquinhos" e hoje com 8 anos.

As etapas foram executadas, da criação dos cofrinhos (1,2,3) à explicação, repetição e brincadeiras para melhor compreensão do objetivo desse ensino. Depois de habituada com os cofrinhos, veio o processo da separação e importância do valor das moedas conquistadas, onde as moedas de baixo valor iriam para o cofre 2 "gastar" e as de maior valor para o cofre 1 "poupar". Feito isso, foi muito simples atribuir valor aos desejos colocados no cofre 3 "meus desejos e brinquedos", indo para a internet e proporcionando-a pesquisar e ter uma dimensão maior sobre o "preço" e "valor" dos objetos de desejo.

Um mês antes do Natal, os cofrinhos foram abertos, a contagem foi feita e apurada a diferença para a compra daquilo que ela mais desejava. O nosso comportamento como pais e educadores foi de demonstrar que iríamos contribuir e ajudá-la para que ela pudesse conquistar aquele tão sonhado presente.

Ao atingir o valor do brinquedo desejado, a euforia tomou conta. O mais interessante e para a nossa surpresa foi encontrar um brinquedo similar, sem os rótulos de marcas famosas, mas com a mesma qualidade, e ela ter optado pelo de menor valor, dizendo: 

"nossa, consegui comprar e ainda sobrou dinheiro, vou juntar para o ano que vem"

Ela sentiu o prazer da conquista e do ato de poupar - missão cumprida!!! 

Educação Financeira é um investimento diário que deve ser feito com fundamento e visando o longo prazo. Investir nos filhos ainda pode ser considerado a melhor e mais viável forma de investimento.

Sucesso Sempre!!!

Texto: Emerson Santana.
* Graduado em Ciências Econômicas pela UFSJ – São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão em Finanças  pela UFSJ- São João Del Rei/MG
* Consultor Administrativo e Financeiro
* Ministra Cursos de Orçamento Pessoal e Familiar
* Ministra Cursos de Gestão Financeira para MPE's in Company










Continue nos visitando