Pesquisar este blog

Tradutor

terça-feira, 11 de junho de 2013

Você é um líder de foco aberto ou fechado ?

A pouco tempo eu estava lendo uma matéria escrita por Rosabeth Kanter, professora de Harward nos EUA, sobre foco do líder que achei bastante interessante, e passo a dar a minha visão do assunto.

A analogia é feita com uma lente de uma câmera fotográfica, na qual podemos aproximar o zoom para ver detalhes, e afastar para ter uma visão mais panorâmica, com este recurso a câmera nos permite ser eficiente nas duas situações. Da mesma forma o líder deve ter a capacidade de focar nos detalhes quando for necessária uma ação pontual, e abrir a visão quando necessitar de estratégia e planejamento global.

O problema é que existem líderes que apenas são eficazes num único ambiente, ou são bons nos detalhes ou são bons na visão macro, trazendo assim alguns problemas para a empresa. 

Estes líderes levam a empresa até um ponto, mas depois ficam com problemas de crescimento, pessoal, finanças e outros. Estes líderes podem ser gerentes de setores que impedem que os subordinados cresçam e se desenvolvam.

O líder que tem o foco fechado normalmente é mais empírico, não gosta de planejamento de longo prazo, age frente a seu gosto pessoal e não por estratégia organizada, busca resultados imediatos, resolve coisaspessoalmente sem dar um passo atrás para resolver na fonte o problema, o foco fechado demais faz o líder falar da sua vida pessoal com a equipe imaginando que isso gerará fidelidade, normalmente ele fica pessoalmente ofendido com críticas, o foco fechado por impedir a visão do todo.

O líder que tem o foco aberto precisa ver longe para satisfazer-se, quer mapear um território inteiro antes de agir, enxerga acontecimentos como problemas gerais e não individuais, normalmente divulga seus objetivos como algo longo e distante, abrir o foco demais ajuda o indivíduo a concentra-se em princípios maiores, o foco aberto pode confundir os subordinados que querem resultados mais rápidos e tangíveis, a visão muito aberta pode fazer o líder enxergar tão longe que não percebe ameaças de curto prazo.

Desta forma a grande lição é o líder entender que precisa ajustar o foco o tempo inteiro, não é bom trabalhar o tempo inteiro com o mesmo zoom, o fundamental é dar foco nos detalhes quando problemas pontuais acontecem, mas é fundamental também dar foco na visão de futuro para fazer a companhia ter longevidade, diante de uma crise deve fechar o foco no problema, mas para levantar a cabeça e pensar na empresa no ano seguinte é importante abrir o foco e olhar nos 360 graus.

O ideal é ter foco fechado nos detalhes, como por exemplo, entender o emocional das pessoas que trabalham juntos, e ao mesmo tempo ter foco aberto para ser estrategista de expansão da empresa nos anos seguintes. O líder eficaz coloca na sua equipe pessoas com foco fechado e aberto se complementando, não adianta ter liderados em um padrão único, então “Fechemos o foto nesse problema” e ao mesmo tempo “Abramos o foco para coloca-lo em perspectiva”, isso pode ajudar o indivíduo a não personalizar demais uma situação (e lembra-lo de abrir um pouco o foco para observar os princípios envolvidos), nem generalizar em excesso (e incentivá-lo a se ater mais à realidade da situação).

Desta forma, a grande missão do foco em zoom é que não temos que dividir o mundo em extremos –idiossincrático ou estrutural, situacional ou estratégico, emocional ou contextual, a ideia é não favorecer um ao outro, mas sim navegar bem por todos os mundos. A genialidade do presidente Bill Clinton estava em saber “sentir a dor” do outro e, ao mesmo tempo, colocar os fatos num contexto histórico e internacional.

Então aprenda a usar a lente zoom da sua liderança, certamente a sua carreira ou empresa crescerá acelerada e as pessoas que trabalham com você lhe admirarão muito mais.


Fonte: Ladmir Carvalho  Diretor Executivo – Alterdata Software

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Continue nos visitando