Pesquisar este blog

Tradutor

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Simulador: estarão tirando dos empresários e da sociedade R$ 17,8 milhões em um ano!!!

É muito fácil entender o interesse, a arrogância, o poder ditatorial a que estamos sendo submetidos.

Em uma conta simples, só em Belo Horizonte e região metropolitana com 277 Auto Escolas, irão retirar de vocês empresários e da sociedade o seguinte montante:

Simulador: 277 x 40.000,00 = R$ 11.080.000,00 (onze milhões e oitenta mil Reais)

Manutenção: 277 x 1.700,00 x 12 meses = R$ 5.650.800,00 (cinco milhões, seiscentos e cinquenta mil e oitocentos Reais)

Sinal instalação e treinamento: 10% valor do simulador
277 x 4.000,00 = R$ 1.108.000,00 (um milhão cento e oito mil Reais)

Total: R$ 17.838.800,00 (dezessete milhões oitocentos e trinta e oito mil e oitocentos Reais)

Esta cifra é somente no ambiente de uma capital do país, imagine a proporção disso no cenário nacional?

Já está acontecendo, as empresas estão ligando e pressionando os empresários do setor a adquirir o quanto antes o simulador, pois haverá aumento de preço em função do aumento do IPI...

O Sindicato da classe não deveria estar preocupado com o possível impacto nos postos de trabalho desse segmento? 

O Sindicato da classe não deveria estar preocupado com o possível fechamento de diversas empresas deste segmento?

Qual o impacto social para todas essas famílias desempregadas e sem geração de renda para o país?

Que classe é essa?

O padrão das AE do estado de MG em faturamento não chega a R$ 1 milhão ao ano e irão retirar R$ 17 milhões de vocês e da sociedade dessa forma?

Ações Judiciais serão necessárias imediatamente junto ao MPF...isso é um absurdo!!!

Pensem nisso!!!




Contato de um representante de empresa de Simulador:

Prezados, boa tarde!

Abaixo envio um link com estudos técnicos relativos a comprovação cientifica da eficácia dos simuladores de direção.


E lembro que na argumentação abaixo é colocado apenas os custos relativos a maquina sem considerar a receita que a mesma vai gerar para a classe e o grande numero de empregos diretos e indiretos.

Qualquer dúvida ou esclarecimentos nos colocamos a inteira disposição.

Brgds,

Diogo Vianna
GRUPO VMC
Representante Real Simuladores

Resposta da Exata ao representante

Bom dia prezado Sr. Diogo;

Venho ressaltar que este ambiente do grupo foi idealizado de forma democrática com o objetivo de troca de informações, fortalecimento do grupo e necessidade de absorção de conhecimento.
Não estamos levando aqui este debate a um confronto pessoal e obviamente, cada um está defendendo o seu nicho de mercado.

E realmente, esta é uma questão de mercado, onde o Sr. ressaltou bem, que o referido artigo não destacou a oportunidade de faturamento e tão somente os custos.

Não por um acaso, haja visto que em um ambiente de mercado, os "CUSTOS" são "REALIDADE" e o "FATURAMENTO" uma " EXPECTATIVA".

EXPECTATIVA esta já limitada pelo próprio modelo proposto, com somente 5 aulas por aluno. Como podem me oferecer algo sendo rentável se tenho limites de crescimento? Ou este segmento acha que os alunos farão mais aulas do que isso?

Ainda teremos que enfrentar a questão dos preços de venda, onde o mercado será o regulador, sem ainda levar em consideração o amadorismo em política de preço que este mercado pratica, deteriorando a sua qualidade na prestação de serviços em função de preço.

A gestão de custos dessas empresas deverá ser tratada como uma arte e o argumento da geração de empregos diretos e indiretos que essa nova exigência nos traz, será para um nicho de mercado a parte ao nosso segmento e inexistente até o momento.

Sob o argumento de estudos que comprovam a efetividade dessa ferramenta, é notório o estarrecimento de todos os empresários do meio que não tiveram o acesso a essas informações e pesquisas e tão pouco foram consultados.

Sob a ótica da melhoria na formação de novos condutores e redução dos acidentes de trânsito, não vemos outra solução que não seja investimentos em "EDUCAÇÃO" - "INFRA-ESTRUTURA" - "FISCALIZAÇÃO" e não apenas intervenções paliativas.

Desde já, agradeço a atenção dispensada.
Att
Emerson Santana


Texto/Opinião: Emerson Santana.
* Graduado em Ciências Econômicas pela UFSJ – São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão em Finanças  pela UFSJ- São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão, Educação e Segurança para o Trânsito - Belo Horizonte/MG
* Consultor Administrativo e Financeiro
* Ministra Cursos de Orçamento Pessoal e Familiar
* Ministra Cursos de Gestão Financeira para MPE's in Company

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Simulador: Mais uma reportagem pronta para formar "opinião"

Para quem não teve a oportunidade de ver mais uma matéria pronta para formar a "opinião" da sociedade em prol dos interesses do Governo e instituições sem ao menos saber o que de fato isso acarretará a sociedade, segue abaixo o link:




Para isto, basta juntar um monte de pessoas, armar uma tenda e colocar os palhaços à disposição de quem está lá somente para se divertir...Fiquei impressionado como foi abordado o assunto, por pseudos apresentadores, sem especialidade alguma sobre o assunto e tratando tudo como uma "brincadeira". Palavras dos apresentadores:

"...eu já percebi que estou fazendo aqui um monte de besteiras porque não é fácil...porque na verdade eu gosto é de acelerar...eu estou aqui, mas achando que estou em um vídeo game..." 
Anna Furtado

"...uma falha do simulador é não ter trânsito..." 
Dan Stulbach

Nós, educadores do trânsito, empresários de Auto Escolas, especialistas, dentre outros, sugerimos um programa com especialistas do setor e de outras áreas para que de fato haja um debate completo sobre as imposições, interesses , custos, estudos e resultados da efetividade desta ferramenta diante do compromisso assumido pelo Governo na redução de acidentes.

Um compromisso muito fácil de ser assumido às nossas custas, já que o cometimento de infrações no trânsito por parte da Presidente, basta apenas um pedido de "desculpas"...ou ainda, sobre uma iminente crise financeira no país em 2014, o Ministro Mantega propõe o adiamento do Airbag e ABS...e mais, como  assumir um pacto e promover a redução de acidentes se não há investimentos em três aspectos básicos para a solução do trânsito?

Será mesmo que estão preocupados com a redução de acidentes?




Texto/Opinião: Emerson Santana.
* Graduado em Ciências Econômicas pela UFSJ – São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão em Finanças  pela UFSJ- São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão, Educação e Segurança para o Trânsito - Belo Horizonte/MG
* Consultor Administrativo e Financeiro
* Ministra Cursos de Orçamento Pessoal e Familiar
* Ministra Cursos de Gestão Financeira para MPE's in Company



sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Manifestação contra o Simulador de Direção em Bh - 03/01/2014

Atenção - estamos no caminho certo!!!

Dentran CE garante novas habilitações mesmo sem simuladores de direção.
Alguém com coragem de abordar o assunto.

Veja matéria em: 


Veja também:

MPF pode ser acionado contra Detrans

O Ministério Público Federal será acionado caso o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) não cumpra a Resolução nº 444/13, que trata do uso dos simuladores de direção veicular para candidatos que pretendem tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria B. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em nota, "o Ministério Público poderá ser acionado para que se cumpra a legislação".

Para o advogado especialista em direito público e urbanístico, Átila Gomes Ferreira, a contramão da resolução federal se configura como quebra de hierarquia. "Neste caso, o Denatran terá de aplicar uma sanção caso haja descumprimento do Detran-CE", afirma.

A solução seria pedir que o prazo fosse prorrogado para implantação dos sistemas e equipamentos. "Os órgãos estaduais, nesse momento, devem emitir notas informativas para prorrogação, até terem condições de se adequarem às determinações do Contran", ressalta.

Contudo, o Denatran ainda descarta a possibilidade de prorrogar o prazo da instalação dos simuladores pelos órgãos estaduais de trânsito. "Os Detrans precisam publicar a portaria regulamentando o uso do simulador. As portarias estaduais têm que ter, no mínimo, o que prevê a norma nacional", destaca o Denatran, em nota.

"A resolução já está valendo. Não há previsão para suspensão da resolução que está em vigor", informa o órgão sobre a normatização válida desde o dia 1º de janeiro.

O superintendente do Detran-CE, Igor Vasconcelos Ponte, critica a possível medida do Denatran. "Para que a resolução seja cumprida, os entes da administração pública têm a obrigação de verificar o princípio da razoabilidade. Existem várias situações que precisam ser avaliadas" afirmou. "Se o Ministério Público entrar no processo, será mais fácil verificar a falta de planejamento do Denatran", frisa.

Reunião
Igor diz que ainda em janeiro haverá uma reunião com representantes das autoescolas do Ceará e a coordenadora de Educação do Denatran, Cristina Hoffmann, para definir o processo de implantação dos equipamentos e outras tratativas.

"Vamos fazer as definições da portaria e pactuar sobre o processo de implantação dos simuladores sem que haja prejuízo aos usuários. Queremos cumprir o que a legislação exige, tendo um prazo hábil para se adaptar", comenta.

Saiba mais

Órgãos e suas competências Conselho Nacional de Trânsito (Contran)
Órgão normativo e consultivo máximo, responsável pela regulamentação do Código de Trânsito Brasileiro e pela autorização permanente das leis de trânsito.

Departamento Nacional de Trânsito
Órgão executivo responsável por supervisionar, coordenar, controlar e fiscalizar a política do Programa Nacional de Trânsito. Atua como fiscalizador dos Detrans.

Departamento Estadual de Trânsito (Detran)
Promover a educação para o trânsito, planeja, coordena, executa e controla ações relacionadas à habilitação de condutores, documentação e serviços para veículos. Computa estatísticas de trânsito e gerencia a autuação e a arrecadação de multas.

Fonte: Átila Varela - www.opovo.com.br 










Entenda mais sobre o assunto:

* Informações, notícias, quem apoia o movimento...

* Simulador de Direção: Você é contra ou a favor?

* Você ainda acredita que eles estão preocupados em reduzir os acidentes?

* Simulador de Direção obrigatório: Opinião

* Detran MG publica portaria sobre o Simulador

Texto/Opinião: Emerson Santana.
* Graduado em Ciências Econômicas pela UFSJ – São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão em Finanças  pela UFSJ- São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão, Educação e Segurança para o Trânsito - Belo Horizonte/MG
* Consultor Administrativo e Financeiro
* Ministra Cursos de Orçamento Pessoal e Familiar
* Ministra Cursos de Gestão Financeira para MPE's in Company


CNH ficará mais cara 33,8% em 2014 - Simples assim!!!

Baseado no cumprimento da Resolução 444/2013 do CONTRAN, onde será obrigatório o uso do Simulador de Direção Veicular em todos os Centros de Formação de Condutores (Autoescolas) do país, para habilitação na categoria “B” (automóveis e comerciais leves), a partir de janeiro de 2014, a CNH sofrerá um reajuste de 33,8%.


Segundo informações solicitadas pela FENEAUTO sobre os valores aproximados para obtenção da CNH em SC, o valor está em torno de R$ 1.280,00. Seguindo esta referência e de um CFC em Belo Horizonte/MG que também pratica algo em torno deste valor, esta Resolução e da forma como está sendo imposta, irá causar um impacto direto no setor e ao consumidor. Este valor passará de R$ 1.280,00 para algo em torno de R$ 1.713,00. E esta não é uma informação de um pseudo-líder ou irresponsável como mencionado em alguns artigos. Esta é a realidade de cálculos financeiros realizados e que devem ser feitos de forma clara e transparente por qualquer empreendimento comercial para a sua devida sobrevivência.

O impacto no setor é iminente e poderá ser catastrófico, haja visto, os sinais de enfraquecimento da economia brasileira. O setor de comércio e serviços neste Natal cresceu apenas 2,7% (veja mais). No seguimento de Auto Escola, acompanhando todo o ano de 2013, algumas empresas apresentaram um crescimento em torno de 1,9%. Já o PIB do país em 2013 deverá fechar em torno de 2,3%, conforme previsão da FOCUS (veja mais).

Um acréscimo de 33,8% na obtenção da CNH impactará diretamente na demanda por estes serviços, o que ocasionará uma queda significativa do faturamento podendo ainda causar uma retração do setor. 

Qual será o impacto disso tudo?

Demissões?

Fechamento de quantos postos de trabalho?

Fechamento de  quantas empresas do setor?

Qual o custo social em função desta Resolução?

Onde estão as entidades responsáveis por garantir os direitos dos empresários do setor e dos consumidores?




Pensem nisso!!!


Se o país foi capaz de se manifestar por R$ 0,20 na

 passagem de ônibus, que

 tal se manifestar por R$ 433,00? 

Leiam também:

* Movimento contra o simulador em BH dia 03/01/2014 às 14h no Detran...Participem!!!

Att.
Emerson Santana

Texto/Opinião: Emerson Santana.
* Graduado em Ciências Econômicas pela UFSJ – São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão em Finanças  pela UFSJ- São João Del Rei/MG
* Especialista em Gestão, Educação e Segurança para o Trânsito - Belo Horizonte/MG
* Consultor Administrativo e Financeiro
* Ministra Cursos de Orçamento Pessoal e Familiar
* Ministra Cursos de Gestão Financeira para MPE's in Company 













Continue nos visitando